Clique aqui para entrar no site da Sectam

Você sabe o que
é Evaporação ?
Se não sabe,
clique aqui



REGIÃO BAIXO AMAZONAS


    Rio Curuá-Una
    Rio Guajará
    Rio Guati
    Rio Jarauapu

Esta bacia é composta pelos rios Curuá-Una, Guajará, Jarauaçu e Quati. Os principais cursos d´água que caracterizam essa região são os rios Curuá-Una e Guajará.
A bacia do rio Curuá-Una tem aproximadamente as coordenadas de -01º50'27'' e -04º34'02'' de latitude 53º39'06'' a 55º07'08'' de longitude. Como limites aparece ao norte o rio Amazonas, ao sul a bacia do rio Xingu; a leste a bacia do rio Guajará e a oeste a bacia do rio Tapajós. Sua área mede 37.323,868 km2 correspondendo a 3,0 % do estado.
A bacia do rio Guajará abrange os municípios de Prainha e Medicilândia, ocupando uma área de aproximadamente 23.138,490 km2, que corresponde a 1,8% do estado. Possui as seguintes coordenadas geográficas, de acordo com seus pontos extremos: ao norte o rio Amazonas com latitude -01º33'06'' N, no município de Prainha; ao sul da bacia do rio Xingu com latitude -03º42'08'' S, nos municípios de Uruará e Medicilândia; a leste os municípios de Porto de Moz e Medicilândia com longitude 52º43'08''W; e a oeste os municípios de Uruará e Prainha com longitude 53º37'12''W.
As características climáticas da bacia não diferem muito das de sua região. A temperatura do ar é sempre elevada, com média anual de 25,6ºC e valores médios para as máximas de 31ºC e para as mínimas de 22,5ºC. Quanto a umidade relativa esta apresenta valores acima de 80% em quase todos os meses do ano. A pluviosidade se aproxima dos 2.000mm anuais, porém com certa irregularidade durante todo ano.
As estações chuvosas coincidem com os meses de julho a novembro. O tipo climático apresenta uma média mensal de temperatura mínima é superior 18ºC com uma estação seca de pequena duração e amplitude térmica inferior a 5ºC entre as médias do mês mais quente e do mês menos quente.
O excedente de água do solo, segundo o balanço hídrico, corresponde aos meses de Fevereiro a Julho, sendo Março o mês de maior índice. A deficiência de água se intensifica de Agosto a Dezembro, sendo Setembro o mês de maior carência.