Clique aqui para entrar no site da Sectam

C 

CALMARIA

Condições atmosféricas destituídas de vento ou de qualquer outro movimento do ar. Em termos oceânicos, é a ausência aparente de movimento da superfície de água, quando não há nenhum vento ou ondulação.

CALOR

Forma de energia transferida entre dois sistemas em virtude de uma diferença na temperatura. A primeira lei das termodinâmicas demonstrou que o calor absorvido por um sistema pode ser usado pelo sistema para fazê-lo funcionar, ou para elevar sua energia interna.

CAMADA DE OZÔNIO

Camada atmosférica que contém uma proporção alta de oxigênio que existe como ozônio. Na condição de ozônio ela age como um filtro, protegendo o planeta da radiação ultravioleta. Situa-se entre a troposfera e a estratosfera, a aproximadamente 9,5 a 12,5 milhas (15 a 20 quilômetros) da superfície da Terra.

CHUVA

Quantidade de precipitações de qualquer tipo, principalmente da água em estado líquido. Normalmente mede-se a precipitação através de um pluviômetro, instrumento de medição que indica os valores e os índices de chuva, da intensidade à quantidade de precipitação a serem consideradas para as previsões do tempo.

CICLONE

Área de pressão de circulação fechada, com ventos convergentes e circulares, no centro da qual há um mínimo de pressão relativa. A circulação do vento segue a direção anti-horária no Hemisfério Norte e a direção horária no Hemisfério Sul. É o nome dado para um ciclone tropical no Oceano Índico, mas também pode ser chamado de sistema de baixa pressão. Outros fenômenos com fluxo ciclônico podem ser definidos por esta expressão e também como poeira do diabo, tornados e sistemas tropical e extratropical. Oposto de um anticiclone ou de um sistema de alta pressão.

CLIMA

O registro histórico e a descrição da média diária e sazonal de eventos climáticos que ajudam a descrever uma região. As estatísticas são extraídas de várias décadas de observação. A palavra é derivada do grego, klima, significando inclinação e refletindo a importância que os estudos da antiguidade atribuíram à influência do Sol.

CLIMATOLOGIA

O estudo do clima. Inclui dados climáticos, a análise das causas das diferenças no clima e a aplicação de dados climáticos na solução de objetivos específicos ou problemas operacionais.

CONDENSAÇÃO

Processo pelo qual o vapor de água sofre uma mudança, do estado gasoso para o estado líquido. É o processo físico oposto ao da evaporação.

CONDUÇÃO

Transferência de calor pela ação de uma substância molecular, ou pelo contato de uma substância com outra.

CORREDOR DOS TORNADOS

Corredor geográfico nos Estados Unidos que vai do norte doTexas a Nebraska e Iowa. Em números absolutos, esta parte dos Estados Unidos registra mais tornados do que qualquer outra.

CÉU CLARO

O estado do céu quando nenhuma nuvem ou obscurecimento são vistos ou detectados do ponto de observação.

CUMULUNIMBUS

Nuvem que se desenvolve verticalmente da nuvem cúmulo e é freqüentemente coberta por uma nuvem cirrus em forma de bigorna. Também chamada de nuvem de temporal, é freqüentemente acompanhada por chuvas pesadas, raios, trovões e, às vezes, chuva de granizo, tornados, ou ventos fortes e tempestuosos.

COLIFORMES FECAIS

São bactérias que vivem nos intestinos dos homens e de outros animais vertebrados. O teste de bactérias, coliformes fecais é utilizado para determinar a poluição, porque a presença dessas nocivas bacterias na água (ou no solo), constituem prova de contaminação por fezes humanas e de outros animais.

D

DENSIDADE

Relação da massa de uma substância com o volume que ela ocupa. Em oceanografia, é equivalente a uma gravidade específica e representa a relação do peso de um determinado volume de água do mar com o volume igual de água destilada a 4,0 graus Celsius ou 39,2 graus Fahrenheit.

DIÓXIDO DE CARBONO (CO2)

Um gás pesado e incolor que é o quarto componente mais abundante do ar seco. Abrange 0,033%.