Clique aqui para entrar no site da Sectam

P 

POENTE OU PÔR-DO-SOL

Desaparecimento diário do Sol no oeste do horizonte devido ao movimento de rotação da Terra. Nos Estados Unidos, é considerado como aquele momento em que a extremidade superior do Sol desaparece no horizonte no nível do mar. Na Inglaterra, refere-se ao momento em que o centro do disco do sol desaparece.
O cálculo do poente, ou pôr-do-sol é feito de acordo com o nível médio da água do mar. Veja Nascer do Sol para uma comparação.

PRECIPITAÇÃO

Todas as formas de água, líquida ou sólida, que caem das nuvens, alcançando o solo: garoa, garoa gelada, chuva fria, granizo, cristais de gelo, bolas de gelo, chuva, neve, bolas de neve e partículas de neve. Seu volume é expressado geralmente em polegadas, referindo-se ao estado da água - se líquida ou sólida - que cai sobre uma determinada região e por um determinado período de tempo.

PREVISÃO

Descrição detalhada de ocorrências futuras esperadas. A previsão do tempo inclui o uso de modelos objetivos baseados em certos parâmetros atmosféricos, mais a habilidade e experiência de um meteorologista. Também chamada de prognóstico.

PRIMAVERA

Estação do ano que se inicia quando o Sol se aproxima do solstício de verão e é caracterizada pelo aumento da temperatura nas latitudes médias. Isto ocorre nos meses de Março, Abril e Maio no Hemisfério Norte e nos meses de Setembro, Outubro e Novembro no Hemisfério Sul. Do ponto de vista astronômico, este é o período entre o equinócio vernal e o solstício de verão.

R

RAIO

Descarga súbita e visível de eletricidade produzida em resposta à intensificação da atividade elétrica existente entre: 1) nuvem e solo; 2) entre duas ou mais nuvens; 3) dentro de uma única nuvem, ou 4) entre uma nuvem e a atmosfera. Para um exemplo, veja descarga elétrica esférica.

T

TEMPERATURA

Medida do movimento molecular ou do grau de calor de uma substância. É medida em diversas escalas a partir do zero grau absoluto, quando as moléculas teoricamente param de se movimentar. É também medida de calor ou de frio. Em observações de superfície, refere-se principalmente ao ar livre ou à temperatura ambiente perto da superfície da Terra.

TEMPO

Condições da atmosfera por um determinado período, considerando a maneira como o tempo afeta a vida e as atividades do ser humano. São as variações de curto prazo da atmosfera, opostas às mudanças de longo prazo ou climáticas. Refere-se freqüentemente à luminosidade ou nebulosidade do dia, umidade, precipitação, temperatura, visibilidade e vento.

TORNADO

Coluna giratória e violenta de ar que entra em contato com a extensão entre uma nuvem convectiva e a superfície da Terra. É a mais destrutiva de todas as tempestades na escala de classificação dos fenômenos atmosféricos. Pode acontecer em qualquer parte do mundo, desde que existam as condições certas, mas é mais freqüente nos Estados Unidos numa área confinada entre as Montanhas Rochosas (a oeste) e os Montes Apalaches (a leste).

TROVÃO

Som emitido pela rápida expansão de gases ao longo da descarga elétrica provocada pela passagem de um relâmpago. Acima de três-quartos da descarga elétrica do raio, o trovão aquece os gases da atmosfera, dentro e imediatamente em torno deste canal. As temperaturas podem chegar a mais de 10.000 graus Celsius em fração de segundos, resultando numa violenta onda de pressão composta de compressão e rarefação. O estrondo do trovão é criado quando nossos ouvidos ouvem as outras partes da descarga - primeiro registramos a parte mais próxima do flash do raio e depois as partes mais distantes do raio.

TUFÃO

Nome atribuído a um ciclone tropical com ventos contínuos de 118 quilômetros por hora (65 nós), ou mais, e que costuma acontecer no oeste do Oceano Pacífico Norte. Este mesmo ciclone tropical recebe o nome de furacão no leste do Pacífico Norte e no norte do Oceano Atlântico e é chamado de ciclone no Oceano Índico.